PF está nas ruas à procura de acusados de tráfico e três mulheres já foram presas; veja fotos

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje a operação Dragões de Fogo, cujo objetivo é combater o tráfico de drogas na capital, em Campina Grande e no sertão paraibano. A Delegacia da Polícia Federal em Campina Grande iniciou a investigação no início de 2017 e se concentrou em duas grandes organizações criminosas voltadas para o tráfico interestadual de drogas. Até agora, dois mandados de prisão já foram cumpridos em João Pessoa.
Um fato curioso é que três mulheres foram detidas na Paraíba, em cumprimento aos mandados da Operação Dragão. São duas em Campina Grande e uma em João Pessoa.
Durante a investigação foram interceptados diversos carregamentos ilícitos de drogas, na Paraíba e no Rio Grande do Norte, que acarretaram a prisão em flagrante de 14 indivíduos e a apreensão de aproximadamente 360 quilos de maconha e 32 de cocaína, além de duas armas de fogo.
Na fase ostensiva são cumpridos 20 mandados de prisão preventiva e 20 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara de Entorpecentes de Campina Grande.
Cerca de 150 policiais federais cumprem as ordens judiciais em João Pessoa, Campina Grande, Patos, São Bento, Paulista e Teixeira, com o objetivo de desarticular as organizações criminosas investigadas, cujos líderes também integram a cúpula de facção criminosa com atuação na Paraíba.
Dragão – Na mitologia, os dragões são associados com o mal e o caos. Os dragões dos mitos sumérios, por exemplo, frequentemente cometiam grandes crimes e acabavam punidos pelos deuses.
Mais informações não podem ser divulgadas, neste momento, para não prejudicar o regular andamento da investigação, bem como não causar exposição indevida dos suspeitos.
Um resumo de todo o trabalho e das diligências empreendidas no dia de hoje será divulgado à imprensa pela Comunicação Social, na Delegacia da Polícia Federal em Campina Grande.
Imagens da Operação em São Bento


parlamentopb.com.b
Share on Google Plus

Editor GILSON FILMAGENS

Postado Por