• Manchetes

    Venezuelanos são transferidos de Roraima para a Paraíba


    Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) levou 164 venezuelanos de Roraima para a Paraíba, Pernambuco e Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (3).

    A aeronave, um boeing 767, decolou do Aeroporto Internacional de Boa Vista Atlas Brasil Cantanhede às 8h30 (9h30 de Brasília). Homens, mulheres e crianças embarcaram.

    Os imigrantes saíram em um voo de Boa Vista com destino ao Recife. Lá ficam aqueles que optaram por morar em Pernambuco e na Paraíba. Depois, o avião segue viagem para o Rio de Janeiro.

    Nos estados de destino, os imigrantes serão distribuídos em abrigos. A estimativa é que 45 pessoas sejam levadas para Conde (PB), 69 para Igarassu (PE) e 50 para o Rio de Janeiro (RJ).

    Antes de embarcarem, os 164 venezuelanos transferidos estavam vivendo em abrigos públicos na capital. Eles foram concentrados na 1ª Brigada de Infantaria de Selva e às 4h seguiram para o aeroporto.

    Esse é o quinto voo do chamado processo de interiorização, que consiste em levar venezuelanos que entraram no Brasil por Roraima a outras partes do país. Até então, 527 venezuelanos já tinham sido transferidos para os estados de Cuiabá, Manaus e São Paulo.


    Os voos são custeados pelo governo federal e os imigrantes que aceitam ser transferidos têm que se regularizar no Brasil por meio de solicitação de refúgio ou residência temporária, passar por exame de saúde, ser imunizados, e abrigados.

    Os venezuelanos vão sem emprego garantido nos destinos finais, mas podem permanecer nos abrigos por até três meses. Caso não consigam trabalho nesse período, o prazo de permanência pode ser revisto.

    O processo de interiorização dos imigrantes é uma tentativa de lidar com o intenso fluxo de venezuelanos que cruzam a fronteira do Brasil por Roraima fugindo do regime de Nicolás Maduro.

    G1 PB