Vídeo: Após muita espera receberam a criança. Diz médico que a trouxe de Condado para o H.I em Patos

No final da manhã desta quarta dia 07/11, uma criança, foi trazida por uma ambulância do SAMU, vindo da cidade de Condado até o Hospital infantil da cidade de Patos, e segundo a mãe da paciente, ela teria sido recusada pela médica, que indicou a ida para Campina Grande.

Ainda de acordo com a mãe o primeiro médico teria passado a ocorrência para uma medica, que atendia na U.T.I da quela unidade hospitalar.

A mãe da criança ainda relata que a médica, não teria verificado o estado da criança, "acho que se fosse uma filha dela ela olharia", frisou a mãe.

Já o médico do SAMU que " após muita demora foi recebida pela médica,...nós acreditamos que o quadro dela hoje é meramente clinico e a referencia é o hospital Infantil", ele ainda citou um exemplo de uma situação que é corriqueira, uma acidentado que teve um trauma crânio encefálico, é feito o primeiro atendimento, pelo SAMU e não podemos levar diretamente para Campina Grande, tem que ser trazido para o hospital Regional de Patos, onde é feito a investigação e exames e se ficar comprovado que houve lesão neurológica o próprio hospital se encarrega de conduzir o paciente ao hospital referencia, ponderou o Dr. Ruam Natan.

Já a direção do H.I através da Dra. Riana Carla falou que a criança chegou com um resumo de alta de uma cirurgia realizada em Campina Grande e que a médica do H.I, e a médica disse que ela teria que ir para o hospital onde foi realizada a cirurgia, já que o H.I, não é referencia em cardiopatia nem neurologia, ficando o impasse, que culminou com o recebimento da criança ao H.I, para ser realizado exames e se possível a remoção para Campina Grande. 

Não foi necessário a remoção para Campina Grande e a paciente passou por uma procedimento de drenagem, já deixou a UTI, já está na enfermaria e poderá ter alta, para ir para casa.


Odair Morais Patos Tv

Share on Google Plus

Editor Odair Morais

Postado Por