Exames comprovam que mulher foi estuprada com cabo de vassoura, na Paraíba

Exames médicos comprovaram que a mulher que denunciou ter sido vítima de estupro coletivo realmente foi abusada sexualmente, em crime que aconteceu nessa terça-feira (29), no bairro do Colinas do Sul, Zona Sul de João Pessoa. Porém, a violência teria sido cometido não por dez, mas por dois homens, que também utilizaram um cabo de vassoura para abusar da vítima.

Em entrevista ao programa Correio Debate, da Rede Correio Sat, a delegada Amindonzelle Oliveira, que investiga o crime, afirmou que duas mulheres estiveram na Delegacia da Mulher para prestar queixa sobre o estupro, mas apenas uma delas quis relatar todo o ocorrido.

“Eles (suspeitos) disseram que elas tinham furtado uma parte de droga do dono da boca de fumo e como punição ele mandou amarrá-las, torturá-las e depois matá-las. Exames comprovaram que ela (mulher que denunciou o estupro) foi agredida, amarrada e estuprada. Um dos elementos usou um cabo de vassoura e colocou na vagina da vítima. Tanto que foi retirado um pedaço de madeira de dentro da vagina”, afirmou a delegada.

A vítima do estupro foi encaminhada a um hospital da Capital, onde permanece internada para conter sangramento. Ainda conforme a delegada, três suspeitos do crime já foram identificados e estão sendo procurados. Os outros envolvidos ainda não foram identificados.

O caso
O crime foi denunciado nessa terça por uma das vítimas, que foi até a Delegacia da Mulher após ser salva por policiais militares, que encontraram ela e uma outra mulheres presas dentro de uma casa no Colinas do Sul.

Na delegacia, a vítima contou que havia sido estuprada por pelo menos dez homens e que estava sendo torturada e iria ser assassinada e esquartejada pelos suspeitos.

Fonte: Portal Correio