Soldado da Polícia Militar da Paraíba é expulso após ser preso e condenado por extorsão

Saiba mais www.patostv.com - Um soldado da Polícia Militar da Paraíba foi expulso pela corporação após ser preso e condenado em processo penal pelo crime de extorsão. A portaria confirmando o afastamento do policial das fileiras da PM foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da Paraíba desta terça-feira (8).

De acordo com a publicação, o policial “não congrega capacidade para permanecer integrando as fileiras da Polícia Militar do Estado da Paraíba em razão de ter praticado, deliberadamente, condutas contrárias ao compromisso policial militar, à honra pessoal, ao pundonor e à ética policial militar, assim como ao decoro da classe, em razão de ter participado, deliberadamente, de evento criminoso que culminou com sua prisão em flagrante delito”.

O policial foi preso em setembro de 2014, tendo sido condenado posteriormente à pena de seis anos e oito meses de prisão, além da perda do cargo público pela incompatibilidade entre o crime de extorsão e a atividade de policial militar.

Além da condenação na justiça comum, o soldado Diego Ernesto Pereira de Barros, de 32 anos, ele foi condenado no Processo Administrativo Disciplinar (PAD). De acordo com a PM, os princípios da ampla defesa e do contraditório, tendo sido cumpridas as formalidades legais, inexistindo falhas processuais que comprometam os efeitos produzidos pelo Processo Administrativo Disciplinar.

Conforme a publicação assinada pelo comandante da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves, o afastamento deve ser informado tanto à Justiça Militar, quanto ao juízo da 3ª Vara Regional de Mangabeira, em João Pessoa. As armas registradas em nome do policial devem ser recolhidas, bem como todo o material que o identifique enquanto PM.

Fonte: G1 PB
Share on Google Plus

Editor Odair Morais

Postado Por