Sindicalista denuncia que alguns prefeitos querem seguir Bolsonaro e matar o povo

Saiba mais www.patostv.com - Depois do discurso de Bolsonaro ignorando as autoridades da saúde e a pandemia do Coronavirus, defendendo a abertura do comércio, retorno dos alunos as escolas e dizendo que o COVID-19 só atinge as pessoas idosas, alguns prefeitos podem flexibilizar e retornar, inclusive o funcionando das escolas e creches, durante a pandemia do COVID-19.
O sindicalista José Gonçalves, afirmou que os servidores devem ficar atentos, resistindo ao retorno ao trabalho, pois além de estarem diretamente sendo vítimas de contaminação, poderão levar o problema para todas as suas famílias, criando um caos social e econômico ainda maior.
Gonçalves disse ainda que nenhum Município está preparado para a pandemia do COVID-19, pois em sua maioria, as medidas tomadas nos Decretos, não estão conseguindo colocar em prática, pois nem EPI-  Equipamento de Proteção Individual tem disponível para os servidores públicos municipais." Servidores que estão trabalhando, a exemplo das categorias de saúde, coveiros, garis, pedreiros, serventes, pintores, não tem sequer o EPI adequado, imagina ter condições para atender a população, sendo a melhor alternativa, o isolamento social", disse o mesmo.
Outra denúncia diz respeito a falta de políticas públicas para atender aos trabalhadores da iniciativa privada, como também os autônomos." O governo federal deve imediatamente atender com o pagamento de um salário mínimo esses trabalhadores, como também, oferecer algo aos empresários, evitando demissões durante seis meses de pandemia.
Por último o sindicalista se opõe frontalmente a choradeira dos capitalistas que visam apenas o lucro em detrimento da vida das pessoas." Está demonstrado que a máquina quer seja pública ou privada, só funciona com as mãos da classe trabalhadora e nesse momento são as maiores vítimas e todos nós devemos em primeiro lugar, defender a vida em detrimento dos lucros" disse o mesmo.

SINFEMP