Fé, postura crítica positiva e esperança é o que nos pede Dr. Ramonilson nesse momento difícil

Saiba mais www.patostv.com - “É preciso ter Fé e postura crítica positiva para vencer este momento difícil”, assim, inicia Ramonilson sua fala quando é questionado sobre suas perspectivas atuais e de futuro, em relação à Pandemia do Covid-19.

O pré-candidato levantou questões importantes sobre a falta de coerência na postura e passagem de informações adotadas por alguns governantes, já não bastando a pandemia que assola o país, o povo também é obrigado a conviver com as falas politiqueiras e decisões tendenciosas tomadas por seus líderes. Assim, enquanto em alguns países as bases políticas se aliam para vencer a pandemia, devolvendo estabilidade econômica e retorno gradativo da rotina, a maior parte do Brasil decide travar uma batalha de interesses que faz prolongar a quarentena.
Trazendo para dentro da nossa realidade, Dr. Ramonilson fez pontuações importantes, como o fato de que há mais de 10 anos o Hospital Regional conta com apenas 6 leitos de UTI’s e que os recursos públicos destinados ao combate do Covid-19 devem ser geridos com responsabilidade e transparência, no intuito de alterar a situação de incerteza em que os Patoenses se encontram.
O então pré-candidato complementa: “Passados 60 dias das determinações de isolamento, para o necessário aumento do suporte na rede médico-hospitalar, principalmente de leitos de UTI, ainda nada de concreto ocorreu. Recursos volumosos chegaram e não se explica a razão de nada de reforço na estrutura de saúde”. Ainda assim, ele pede para que o povo se mantenha esperançoso: “É bem verdade que há notícias de reformas no complexo Hospital Regional de Patos para instalação de novos leitos de UTI. Por isso, seguimos em oração para que venham logo e a vida possa voltar à normalidade”.
Enquanto isso, as atividades patoenses continuam estáticas, por algum tempo ainda o quadro é/será de desemprego, pessoas passando necessidades, empresas fechando. Tudo triste e parado. O argumento usado é que sem reforço hospitalar não é possível autorizar o retorno da vida social. Então, que venha o quanto antes citado suporte de leitos hospitalares, principalmente de UTI, Dr, Ramonilson explana e reivindica. Pede para que tenhamos fé e cobremos dos respectivos responsáveis.
Como sendo juiz por quase 20 anos, ele também nos alerta sobre a dívida profunda que o Governo Estadual e os Deputados Estaduais estão com Patos e o Sertão. Mostrando dados, segundo o G1PB (22/12/2019), são apontados desvios de 134 milhões, exatamente na área de saúde, trazidos à tona pela Operação Calvário. A memória do povo não pode ser curta! Reitera então que muito, deste quadro deprimente, decorreu de erradas escolhas políticas para o Executivo e Legislativo, estas que, hoje, refletem com mais força no despreparo dos governantes públicos em meio à Pandemia.
Ainda em suas redes sociais o pré candidato se pronunciou de maneira firme, esperançosa e reiterou: “É preciso ter Fé e postura crítica positiva para vencer este momento difícil. São muitas informações deformadas ou omissões, usadas para atender interesses ilegítimos. Mas temos sempre a chance de acertar, renovar e superar. É a esperança, a crença e a Fé.”
Assessoria