Hospital de Patos realiza mais de 21 mil atendimentos no primeiro semestre

Saiba mais www.patostv.com - O balanço de atividades do Complexo Hospitalar Regional Dep. Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) relativo ao período de janeiro a junho deste ano, somente no que diz respeito a prestação de serviços do Hospital Regional, mostra que a unidade realizou um total de 21.275 atendimentos nos primeiros seis meses de 2020. Somente nos serviços de urgência e emergência foram 18.464 registros, 1.422 cirurgias, 2.811 internações, além de mais 4.707 atendimentos ambulatoriais. Esses dados já contabilizam os serviços prestados pelo Hospital do Bem que integra o Complexo com atendimentos na área de Oncologia.

Grande polo receptor de pacientes de mais de 80 municípios da região do sertão paraibano e referência para urgências e emergências em casos de pequena e média complexidade, além de estar habilitado para receber pacientes no setor Covid, o hospital, que integra a rede estadual de saúde, registrou como principais motivos de atendimento nos plantões de urgência

e emergência, neste período, quedas, seguido de casos de hipertensão, depois acidentes de trânsito (a maior parte envolvendo motos), dores abdominais, de cabeça e no peito, além de casos de insuficiência respiratória e contusões diversas.

Com um total de 1.422 cirurgias realizadas entre janeiro e junho, o Complexo fecha o primeiro semestre sem nenhuma fila para procedimentos cirúrgicos. A especialidade de Ortopedia continua concentrando a maior demanda com um total de 653 casos, seguido de Cirurgia Geral, com 281 procedimentos. Os procedimentos na área de Oncologia responderam pela terceira maior demanda da unidade com 229 cirurgias. Foram realizadas ainda 175 cirurgias vasculares, 67 Bucomaxilo, nove cirurgias urológicas, quatro de Otorrino e mais quatro cirurgias plástica reparadoras.

Nos demais setores os números também são significativos. O Serviço Social do Complexo, por exemplo, realizou 22.951 atendimentos, o de Fisioterapia 12.015, a Nutrição Enteral teve uma demanda de 10.716 atendimentos, enquanto o setor de Psicologia registrou 2.596 consultas. O Centro de Imagens e Exames da unidade teve grande demanda nos seis primeiros meses do ano, com a realização de  9.641 exames de Raio X, 6.545 Tomografias Computadorizadas, 1.843 Eletrocardiogramas, 1.663 Ultrassonografias e Ecocardiogramas, 103 Colposcopias, 85 Endoscopias, 15 Colonoscopia, 12 Ressonância Magnéticas, 11 Imunohistoquímica e nove Cintilografia Óssea. Foram realizados ainda 348 Diagnóstico por Anatomia Patológica e Citopatologia.

 De acordo com a diretora geral da unidade, Liliane Sena, o relatório de gestão dos primeiros seis meses deste ano mostra que as causas de atendimento na urgência e emergência não se modificaram muito em relação a períodos anteriores. “Observamos, comparando os resultados com anos anteriores, que as maiores causas de procura pelos nossos serviços não se alteram, sendo as quedas, os acidentes e dores diversas as maiores demandas de nossa porta de entrada”, destaca a diretora, lembrando que por causa da pandemia do Covid-19, a unidade registrou aumento de pacientes com problemas respiratórios, principalmente, nos meses de maio e junho, com demandas de 610 e 404 atendimentos, respectivamente. Ela lembra que o isolamento social e a consequente redução do número de acidentes contribuiu com um saldo positivo na queda de atendimentos na urgência e emergência, principalmente, nos últimos três meses.

Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários