SINFEMP afirma que a cada dia o prefeito e a Câmara de Patos se tornam mais perversa com os servidores públicos municipais

Saiba mais www.patostv.com - O Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP) afirmou que o prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, como também a grande maioria dos que compõem a Câmara Municipal de Patos, investem na retirada de direitos conquistados em anos anteriores, como também atuam descaradamente contra os servidores públicos municipais de Patos.

Carminha Soares, presidente do SINFEMP

A presidente do SINFEMP, Carminha Soares, disse que não é a primeira vez que vereadores votam contra os servidores e a favor dos prefeitos que estão no poder e ainda tem uns que querem plagiar que estão ao lado do servidor, mas não perde o momento de apunhala-los na primeira oportunidade.

A Sindicalista citou vários projetos que foram aprovados que trouxeram prejuízos aos servidores e essas e esses vereadores votaram prejudicando mais de 70 categorias. “Posso citar de imediato o projeto da gratificação dos R$ 400,00 da Covid-19, onde foram excluídos servidores que tinham 5 faltas, mesmo justificadas, deixando de fora os que foram infectados pelo coronavírus.”

Carminha Soares enfatizou que durante toda a luta contra a aprovação do projeto da previdência, a entidade sempre defendeu a alíquota progressiva, começando com 7,5% e não o que foi aprovado com 14%. “Não é verdade algum vereador tentar mentir e dizer que o SINFEMP estava concordando com esse projeto de Ivanes Lacerda, pois tenho documentos entregues a Câmara, aos vereadores e ao gestor Municipal, totalmente contra os 14% e a favor de 7,5%,” disse a mesma.

O SINFEMP denunciou ainda que quem vai ser penalizado de imediato são mais de dois mil servidores da ativa no Município, onde quem hoje contribui com 11% vai ter que pagar 14%, ou seja, se o servidor contribui hoje com R$ 110,00 passará a contribuir com R$ 140,00 e não vai influenciar em nada na sua aposentadoria.

Veja os vereadores que votaram contra os servidores:

  1. Nadir;
  2. Fátima Bocão;
  3. Sales Júnior;
  4. Dito;
  5. Inácio de Gelo;
  6. Gordo da Sucata;
  7. Cambirota;
  8. Ferré Maxixe.

Assessoria SINFEMP

Postar um comentário

0 Comentários