No sufoco: Botafogo vence o Atlético por 2x1

O Botafogo-PB chegou a abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo da partida contra o Atlético de Cajazeiras, na noite desta quarta-feira, no Almeidão, pela terceira rodada do Campeonato Paraibano. E parecia que deslancharia e venceria com facilidade. Mas, ainda antes do intervalo, perdeu o zagueiro Willian Goiano, expulso. E passou muito sufoco na segunda etapa. Com um a mais em campo, o Trovão Azul foi para cima, diminuiu a desvantagem no placar, mas ficou no quase. O Belo suportou a pressão, garantiu a vitória por 2 a 1 e, assim, segue como único time com 100% de aproveitamento no estadual até aqui.

DESTAQUE

PRIMEIRO TEMPO

Na primeira etapa, não houve um futebol bem jogado. De nenhum dos lados. Mas o Botafogo-PB teve mais a posse de bola e foi mais eficiente. Pelo menos até os 35 minutos, quando já vencia por 2 a 0. Primeiro aos 16, Clayton tabelou com Nando e marcou um bonito gol para abrir o placar. Quatorze minutos mais tarde, foi Dico quem se aproveitou de um bate-rebate na área do Atlético-PB e praticamente entrou com bola e tudo, abrindo boa vantagem para o Belo. E Clayton quase ampliou pouco depois disso, mas a situação começou a ficar complicada para os donos da casa quando o zagueiro Willian Goiano fez falta dura em Ferreira e foi expulso direto aos 42 minutos. O Alvinegro da Estrela Vermelha segurou o 2 a 0 até o fim da primeira etapa, mas ainda teria que resistir muito para confirmar a vitória.


DESTAQUE

SEGUNDO TEMPO

As duas equipes voltaram para a segunda etapa com mudanças em suas formações. E o jogo foi mais quente. No Atlético-PB, Yerien entrou botando fogo na partida. A ponto de o Trovão pressionar muito um Botafogo-PB, que precisou se defender como pôde e que passou a investir nos contra-ataques, sobretudo com Dico. O time atleticano aproveitou os espaços, tanto que foi às redes: primeiro aos 5 minutos, com Renan, mas a arbitragem anulou, marcando impedimento; depois aos 9 miuntos, quando Yerien cruzou para Soares vencer o goleiro Saulo, e aí sim valeu. E tome pressão: Soares de novo, Marcinho, Mendes, Samuel... todos tiveram suas chances, dando sustos na torcida botafoguense. De sua parte, o Belo se segurava lá atrás, e ainda deu suas chegadas lá na frente, as principais delas com Dico arrancando em velocidade. No fim, o placar não foi mais mexido, e o Alvinegro da Estrela Vermelha se manteve como único time 100% no Paraibano.


DESTAQUE

OS DOIS TIMES

BOTAFOGO-PB: Saulo, Roniery, Willian Goiano, Lula e Charles; Rogério, Marcos Vinicius, Clayton (Donato), Marcos Aurélio (Fagner) e Dico; Nando (Adalgiso Pitbull). Téc.: Evaristo Piza.


ATLÉTICO-PB: Fernando Henrique, Felipe, Renan, Egon e Geytallo (Yerien); Ferreira (Tchê Tchê), Romerito, Mendes e Marcinho; Samuel (Luiz Gustavo) e Soares. Tec.: Ederson Araújo

Fonte: Blog Ângelo Lima
Share on Google Plus

Editor Odair Morais

Postado Por