‘FALTA DE DECORO’: Jurista que tirou Dilma diz que Bolsonaro pode sofrer impeachment


Um dos autores do pedido de impeachment que culminou com a cassação da presidente Dilma Rousseff (PT), o jurista Miguel Reale Jr, ex-ministro da Justiça, avalia que a publicação de um vídeo obsceno de “golden shower” por parte do presidente Jair Bolsonaro (PSL) configura quebra de decoro e justificaria a abertura de um pedido de impeachment.
“O caso se enquadra como falta de decoro, o que pode levar ao impeachment. Por que divulgar cenas abjetas para o povo brasileiro?” Ele [Bolsonaro] só pensa em factoide”, disse Reale ao jornal O Estado de S. Paulo.
Na noite de terça-feira de carnaval, Bolsonaro publicou um vídeo obsceno, que foi apresentado pelo Twitter como uma publicação “sensível”. As cenas teriam ocorrido durante a passagem de um bloco de carnaval. O vídeo mostra um homem urinando na cabeça de outro –prática sexual conhecida como “golden shower”.
Para justificar a publicação, Bolsonaro afirmou: “temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro”.
Nesta Quarta-Feira de Cinzas, o presidente da República publicou: “o que é golden shower?”. Para Reale, a atitude de Bolsonaro foi uma “retaliação” aos blocos pelas críticas feitas a ele.
Também signatária do pedido do impeachment de Dilma, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) discordou do ex-ministro.
“A postagem não é suficiente para tanto. O professor está se deixando guiar pela rejeição que tem a Bolsonaro e a tudo que lhe diz respeito. Eu concordo que o presidente não precisaria ter externado sua preocupação com os excessos do carnaval com tantas cores. Mas daí a falar em impeachment tem uma distância enorme”, disse Janaína.

Fonte: Uol
Créditos: Uol
Share on Google Plus

Editor GILSON FILMAGENS

Postado Por