Palmeiras vence o Botafogo com pênalti apontado pelo VAR e segue líder


SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Palmeiras segue firme na liderança do Campeonato Brasileiro. O time alviverde venceu neste sábado (25) o Botafogo por 1 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com mando do time carioca, com um gol de pênalti de Gustavo Gómez. A penalidade decisiva foi marcada com o auxílio do árbitro de vídeo (VAR) e gerou mais de seis minutos de paralisação e reclamações dos alvinegros.
Com mais um triunfo, o Verdão chega a 16 pontos, isolado na primeira posição. Já o Botafogo fica com apenas nove pontos, provisoriamente na sétima colocação.
Os dois times voltam a campo pelo Brasileiro no próximo domingo (2): o Botafogo recebe o Vasco, enquanto o Palmeiras visita a Chapecoense. Antes, porém, ambos têm compromissos no meio de semana. Os cariocas enfrentam o Sol de América na quarta-feira (29), pela Copa Sul-Americana, e os paulistas pegam o Sampaio Corrêa na quinta (30), pela Copa do Brasil.
JOGO
O Palmeiras teve dificuldades para superar a barreira defensiva do Botafogo e criou poucas chances claras. Mas as melhores jogadas quase sempre vieram dos pés de Dudu. Elétrico na partida, o camisa 7 caiu pelos dois lados ao longo do jogo e deu muito trabalho para os laterais alvinegros com seus dribles rápidos. Ainda deu um chute perigoso para fora aos 35 minutos, na melhor chance alviverde no primeiro tempo.
O lance decisivo do jogo aconteceu depois que Deyverson caiu em disputa com Gabriel na área. Inicialmente, o árbitro marcou simulação do jogador do Palmeiras e deu amarelo ao centroavante. Depois de consultar o VAR, porém, o juiz viu que Gabriel pisou no pé do palmeirense, alterou a marcação para pênalti e mudou o cartão para o zagueiro. Os jogadores alvinegros reclamaram bastante, e após muita confusão, Gustavo Gómez bateu a penalidade com categoria para abrir o placar.
O Botafogo se manteve fiel à sua proposta de sair jogando pelo chão com toques curtos, mas sofreu muito com a marcação adiantada do Palmeiras e teve enormes dificuldades para progredir com a bola. Muitas vezes, perdeu a posse ainda no campo defensivo. Como resultado, praticamente não ameaçou o gol de Weverton. Até teve algumas chances em contra-ataques, mas parou na eficiente marcação alviverde, comandada por Luan e Gustavo Gómez.
Aos 42 minutos do primeiro tempo, o lateral Gilson, que já tinha cartão amarelo por falta em Deyverson, deu um carrinho forte em Dudu em disputa na lateral do gramado.
A bola já havia saído, o que causou revolta dos palmeirenses, formando um princípio de confusão entre os jogadores. Apesar da pressão para que o botafoguense fosse expulso, o árbitro ficou só na conversa. Quem levou amarelo foi só o volante Bochecha, reserva do Botafogo, por reclamação no banco.
Lucas Lima recebeu a oportunidade de ser titular novamente após atuação apagada no time de reservas que venceu o Sampaio Corrêa no meio de semana pela Copa do Brasil. E desta vez, teve um desempenho melhor. Mais ligado no jogo, Lucas buscou os lados do campo, procurou a bola e distribuiu o jogo. Uma subida de nível em relação ao jogador pouco participativo que havia sido visto até agora em 2019.
BOTAFOGO
Gatito Fernández; Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana, João Paulo (Yuri) e Leo Valencia (Ferrareis); Luiz Fernando (Igor Cássio) e Diego Souza.
T.: Eduardo Barroca
PALMEIRAS
Weverton; Marcos Rocha, Luan (Antônio Carlos), Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima (Moisés); Dudu, Zé Rafael (Gustavo Scarpa) e Deyverson.
T.: Luiz Felipe Scolari
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Clóvis Amaral da Silva (PE)
Cartões amarelos: João Paulo, Gilson, Leo Valencia, Bochecha, Fernando, Gabriel, Gatito Fernández, Cícero, Diego Souza e Ferrareis (Botafogo)
Gol: Gustavo Gómez (PAL), aos 16 minutos do segundo tempo.
Share on Google Plus

Editor patostv.com

Postado Por