SINFEMP solicita audiência ao prefeito Nabor Wanderley e diz que não aceitará retirada de direitos dos servidores de Patos

Saiba mais www.patostv.com - O Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), solicitou na última sexta feira, dia 8 de janeiro de 2021, uma audiência ao Prefeito Nabor Wanderley, onde pretende apresentar a pauta de reivindicações para a campanha salarial do corrente ano, como também discutir o Decreto 001/2021 que retira direitos dos servidores públicos municipais de Patos, assegurados no estatuto e planos de cargos da saúde e educação.
Carminha Soares, presidente do SINFEMP

Para a presidente da entidade, Carminha Soares, a Executiva do SINFEMP se reuniu com o jurídico e ficou demonstrado vários prejuízos com o Decreto 001, implicando na suspensão de férias, diferenças salariais, pagamento de férias, progressões horizontais e verticais, assencões, aumento da jornada de trabalho, dentre outros.

A sindicalista lamentou a postura do gestor, especialmente em relação aos servidores que tem doenças crônicas, servidoras que estão grávidas e estão afastadas devido a pandemia terem um prazo de apenas 5 dias para se apresentarem com atestados atualizados, quando a maioria dos médicos estão de férias e os mesmos não terem dinheiro para agilizar isso tudo num curtíssimo prazo.” Um verdadeiro terrorismo segue em Patos contra os servidores”, afirmou Carminha.

José Gonçalves – vereador de Patos e vice-presidente do SINFEMP

O vice-presidente do SINFEMP e vereador Zé Gonçalves, afirmou que o prefeito Nabor Wanderley apesar de eleito não tem o direito de agir assim contra os servidores. “Durante estes quatro anos os servidores de Patos foram massacrados, humilhados e muitos esperavam um alívio no governo de Nabor, mas no entanto, o terrorismo, a pressão, a retirada de direitos continua e devemos fazer a luta”, destacou o sindicalista.

O SINFEMP pretende mobilizar todos os servidores, mesmo no período de pandemia, demonstrando a indignação com o que está acontecendo.

Ofício para Nabor

Assessoria – SINFEMP 

Postar um comentário

0 Comentários