Manchetes

Acusado de espancar esposa grávida até a morte é condenado a 42 anos de prisão

Saiba mais www.patostv.com - A Justiça da Paraíba condenou, nessa terça-feira (20), a 42 anos de prisão em regime fechado, Hélio José de Almeida Feitosa, acusado de matar a esposa, Pâmela do Nascimento Bessa. O crime aconteceu em 7 de setembro de 2020, na cidade de Poço José de Moura, Sertão do estado. Pâmela estava grávida de cinco meses. O bebê também morreu.

O julgamento de Hélio José de Almeida Feitosa aconteceu no Fórum de Justiça de São João do Rio do Peixe. Cabe recurso à setença.

De acordo com os autos do processo, o réu espancou a esposa até a morte. Após cometer o crime, Hélio levou o corpo de Pâmela até o hospital, alegando que ela havia se queixado de dores de cabeça e desmaiado. O médico legista percebeu, porém, que o corpo apresentava lesões e acionou a polícia. Pâmela estava com duas costelas quebradas e havia sofrido pancadas no abdome, o que provocou uma hemorragia interna.

Hélio chegou a ser levado para a delegacia, mas negou agredido a esposa e foi liberado pelo delegado de plantão. No dia seguinte, quando a Polícia Civil tentou intimá-lo para novo depoimento, ele já havia fugido. Hélio só foi encontrado e preso em 5 de dezembro de 2020, na cidade de Rio Grande da Serra, em São Paulo.

Investigações apontaram que Pâmela era vítima de violência doméstica há mais tempo e já havia sofrido um aborto em decorrência das agressões.

Fonte:Portal Correio

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads